terça-feira, 28 de agosto de 2012

Comunidade de Remanso se reúne em assembléia e convoca Perfeito para juntos decidem a reativação das aulas do ensino médio.


No dia 21 de maio do corrente ano, pais e mães de famílias, estudantes e interessados em geral reuniram-se em assembléia na Igreja católica do Povoado Remanso para tratar sobre a inatividade das aulas do ensino médio na comunidade.


Convocaram para este debate o Vr. Sebastião Leão, o prefeito Mercial Lima de Arruda, o secretário Municipal de Educação e demais secretários. Encabeçados pela Pastoral social do povoado o povo começou a cobrar o fato de não terem obtido respostas de seus representantes quando no dia 07 de maio deste ano encaminharam uma carta aberta que trazia em anexo 100 assinaturas de estudantes e pais de famílias para câmara dos vereadores, gabinete do prefeito e secretaria de educação, ficando os representantes do movimento com os cientes de que entregaram. Segundo a carta o prefeito e o secretário deveriam procurar a comunidade com respostas satisfatórias até o dia 15 de maio, como não aconteceu o esperado procuraram o vereador que por sua vez convidou o prefeito e ambos estavam na noite do dia 21 de maio em Remanso a tratar destes casos.
Comunidade de Remanso se reúne em assembléia e convoca Perfeito para juntos decidem a reativação das aulas do ensino médio.


Segundo estudantes da comunidade, todos os anos são obrigados a assistir o mesmo problema: as aulas começam, quase no termino do primeiro semestre, a escola carece de profissionais qualificados, nunca recebem material didático, falta um supervisor que oriente docentes e alunos e falta mais organização na grade curricular.
Ao termino do debate ficou decidido que na terça feira dia 22 de maio, uma equipe nomeada pelo prefeito composta pelos Vrs. Sebastião de Remanso, Telmisto e Neto de Alto Brasil e o secretário municipal de educação fossem a São Luis até a Secretaria de Educação do Estado para juntos trazerem uma solução “definitiva e terminante para esse problema” como afirmou o próprio prefeito.
Mais uma vez a comunidade ficou ansiosa no aguardo de informações.


FONTE: Pastoral Social de Remanso e Delegacia de base do S.T.T.R de Remanso.